Pasta de beterraba com tahine

Pasta de beterraba com tahine

Semana passada nos deparamos com um cacho de minibeterrabas que precisavam de uma solução (que não fosse simplesmente salada). Pesquisamos algumas pastas, mas a maioria levava maionese ou ricota e não era bem isso que tínhamos em mente (nem na geladeira). Foi aí que a Pri teve a ideia de misturar beterraba com tahine.

A ideia pareceu boa, mas ainda precisava de algumas definições como, por exemplo, se a beterraba deveria ser cozida, assada ou crua, e que tipo de tempero iria combinar com essa mistura (até então aparentemente inusitada). Me ocorreram, então, duas coisas: (1) que o tahine demandava um ácido não só por causa do sabor, mas por causa da textura (por isso a gente põe limão no homus); e (2) que beterraba funciona muito bem com endro (já diziam os russos), e que endro tinha a ver com picles, e que picles tinha a ver com acidez. Fizemos o teste e deu super certo.

Ingredientes

  • 4 minibeterrabas (o que deve equivaler a uma beterraba grande)
  • 1 colher de sopa rasa de tahine
  • 1 dente pequeno de alho
  • 6 pimentas verdes recém trituradas
  • 1 pepino em conserva de picles tradicional (com endro e mostarda) do tamanho de um polegar
  • 1 pitada de sal
  • um pouco de azeite

(Essas quantidades servem bem duas pessoas.)

  1. Leve as beterrabas ao forno em fogo médio (cerca de 200 ºC) por cerca de meia hora. Para saber se as beterrabas estão cozidas espete um garfo. Se estiverem macias, está pronto. As beringelas assadas têm um sabor mais interessante do que cozidas ou cruas. Acho que pode funcionar muito bem se essas beterrabas forem assadas na churrasqueira, pois acrescentaria um sabor defumado. (Fica a dica.) Se você puder, faça esta etapa com antecedência e ponha as beterrabas na geladeira. A pasta fica mais gostosa fria.
  2. Ponha todos os ingredientes no mixer, exceto o azeite, e bata até obter uma pasta homogênea.
  3. Regue com um pouco de azeite e sirva com pão.

Outra dica é comer a pasta de beterraba junto com queijo minas curado. A combinação fica perfeita. Imagino que deva funcionar também com iogurte ou coalhada seca.

PãesReceitas

GuGomes • 13/03/2017


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: