Berinjela Persa

A Pri tem comprado uns vegetais orgânicos de uma banquinha que é montada às terças-feiras lá na UnB. Toda semana tem coisas diferentes, aquilo que foi colhido por aqueles dias. Algumas semanas atrás ela encontrou essas mini-berinjelas que ativaram imediatamente nossa memória afetiva do restaurante Amigo do Rei (de quando ele estava em BH e nós também; agora eles estão em SP em outro formato).

Não ousaremos dizer que o nosso é igual, porque não é. É inspirado num prato chamado Kashq Badenjam (você pode ver uma foto e uma descrição nesse link aqui). Não temos acesso a todos os temperos e nem aos processos por trás, por exemplo, da preparação do iogurte persa que vai na receita. Mas acho que chegamos a um resultado, no mínimo, interessante, sem contar que ficou visualmente bem parecido. O que vem a seguir é a nossa receita, se você quiser tentar.

Ingredientes

  • 6 mini-berinjelas
  • 1 cebola picada em cubos
  • 2 dentes de alho picados em cubos
  • 1 copo de água
  • 2 colheres de sopa de hortelã seca
  • 1/4 de xícara de castanha de caju triturada (xerém)
  • 1/4 de xícara de castanha-do-pará picada
  • 6 colheres de sobremesa de iogurte levemente drenado (já explico)
  • pimenta-do-reino
  • azeite
  • sal
  1. Prepare suas berinjelas descascando somente o meio dela. Vai sobrar casca perto do talo e na parte redonta do lado oposto. (Dê uma olhada nesta imagem aqui se não estiver entendendo.) Conforme você as descasca vá colocando-as num recipiente com água salgada para evitar que elas oxidem.
  2. Aqueça um pouco de azeite numa frigideira com borda alta (e com tampa) e que seja capaz de conter todas as suas berinjelas. Coloque as bichinhas e vá corando toda a volta em fogo médio. (Deixe um tempo razoável antes de virar a primeira vez, mas não descuide para evitar queimá-las.)
  3. Enquanto isso, numa outra frigideira, que pode ser antiaderente, coloque outro tanto de azeite e as cebolas com um pouco de sal e deixe fritar em fogo baixo até que elas fiquem caramelizadas (se quiser, coloque uma colherzinha de chá de açúcar mascavo que é legal).
  4. Quando as berinjelas estiverem douradas em todas as partes, adicione o alho, pimenta-do-reino e sal a gosto, e o copo de água, tampe a panela e deixe cozinhar por uns 15 minutos (ou até quase evaporar toda a água, mas deixando um restinho de caldo que te permita recuperar o alho e os temperos).
  5. Acrescente a hortelã seca e as castanhas à cebola. Vá misturando tudo enquanto as castanhas dão uma dourada.
  6. Monte o prato colocando as berinjelas primeiro, depois de lambuzá-las no caldo restante. Cuidado para não desmanchá-las, pois elas estarão muito moles. Você pode usar um pão-duro (o instrumento; não um pão duro de verdade) para ajudar a recuperar o que sobrar de molho. Depois coloque 1 colher de iogurte sobre cada berinjela. O que eu estou chamando de iogurte drenado é um iogurte coado para perder um pouco do soro. A consistência é a de um iogurte grego. Nós usamos iogurte de kefir, passado em um coador de pano (de café). Para finalizar, polvilhe a mistura de cebola com as castanhas por cima de tudo.

Uma refeição digna de um Ciro, um Dario ou um Xerxes. Ou dos três.

berinjela persa2

Nesse prato, além das berinjelas, temos um arroz com curcuma e gengibre e grão-de-bico com carne de cordeiro moída

Receitas

GuGomes • 16/07/2016


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta