Nhoque de Banana-da-terra

É fácil, é divino e a receita é da Rita Lobo (veja a original aqui). Vou falar mais o quê? Bom, não vou dar a receita de novo, já que nós seguimos praticamente à risca. Duas diferenças apenas: usei um pouquinho menos de bacon (o equivalente a duas fatias) e queijo ralado normal ao invés de meia cura (e daí não pusemos sal no nhoque, só na couve).

A estratégia de “fritar” o bacon no microondas é perfeita. Exatos 2 minutos. Eles ficaram sequinhos e absolutamente crocantes. E tudo combina absurdamente bem. O bacon é fundamental.

Lá pelas tantas, enquanto estava mexendo a massa no fogo, me perguntei: mas não vai nenhuma gordura aqui? Pois é, não vai. Quando pus a mão na massa para enrolar os nhoques, percebi que eles tinham gordura suficiente, da própria banana-da-terra. Aliás, o purê que se formou quando nós batemos com o mixer era maravilhoso. Acho que vou testar algumas coisas tendo ele como base. Enquanto misturava o amido no creme de banana, pensei até que talvez rolasse uma espécie de pão-de-queijo de banana-da-terra. Fica a dica.