Andu refrito

Hoje estava uma fartura aqui em casa (podia ter chamado alguém porque sobrou comida). Fizemos um almoço de inspiração mexicana, com direito a lombo ao mole poblano, guacamole, salsa roja e feijão, é claro. A diferença é que eu tinha um pouco de feijão andu no freezer e aí resolvi testar a fusão do sertão brasileiro com o mexicano. E aí nasceu o andu refrito.

Ingredientes:

– 250 g de feijão andu pré-cozido (todo andu que eu arrumei até hoje vinha assim, então…)
– 1 fatia de bacon cortada em tiras
– 1/4 de cebola picada
– 3 dentes de alho picados
sal
óleo para refogar (usei de amendoim, por exemplo)
– 1/2 copo de molho tipo salsa roja (1) (já explico!)
– 2 pimentões verdes orgânicos cortados em tiras (2) (também explico daqui a pouco)
– 1 mini pimenta italiana madura cortada em tiras (3) (ok, tenho que explicar muita coisa agora)
– 1/4 de maço de coentro mal picado

Explicações:

(1) Tipo salsa roja. Sabe aquele molhinho vermelho ardido, tipo um vinagrete, que sempre oferecem nos restaurantes mexicanos? Pois bem, às vezes se usa isso para cozinha, numa versão batida no liquidificador. Eu tenho uma receita neste post, de quando fizemos nosso primeiro refrito. Desta vez fiz um pouco diferente: não pus pimenta na mistura (só na hora de servir) e coloquei salsa (o tempero verde, meio maço, mais ou menos) e folhas de orégano frescas. O restante foi igual (tomate, cebola e alho), tudo no liquidificador. O sabor ficou diferente – óbvio – e a cor também: meio marrom. A consistência é a de uma pasta. Não precisa por água.

(2) Encontrei uma bandejinha com minúsculos e lindos pimentõezinhos orgânicos no supermercado. Foi uma boa escolha: eram super saborosos (o que geralmente acontece com esses nanicos).

(3) Isso é daqui da nossa horta. A pimenta italiana é tipo um pimentão, só que mais afilada. Não arde nada. Essa única daqui de casa estava minúscula e bem madura (por isso vermelha).

Preparo:

1. Óleo, bacon, cebola, metade do alho e sal numa frigideira antiaderente. Refogue esses caras só um pouco e depois adicione o feijão.

2. Refogue a mistura até o feijão começar a querer ficar tostado. Coloque então o molho e misture bem, até secar novamente.

3. Enquanto isso, toste os pimentões numa chapa de ferro com um pouco de óleo. Eu usei óleo de gergelim cru (portanto, não é o chinês) para dar um gostinho, mas serve qualquer óleo.

4. Quanto estiver satisfeito com seu refogado, acrescente o restante do alho, misture bem e deixe mais 1 minuto. Desligue.

5. Misture o coentro e os pimentões e pronto!

Receitas

GuGomes • 08/02/2014


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta