Trigotto de cogumelos

Outro dia vi a Nigella fazer um risoto de cevada que ela dizia ser italiano, chamado Orzotto. Achei bem interessante, mas o que eu tinha em casa e precisava usar era um trigo em grão. Se a ideia do risotto se adapta para a cevada, porque não para o trigo? Foi assim que nasceu o Trigotto. Quer dizer, foi assim que eu achei que tinha nascido o trigotto, pois acabei de descobrir que inventei a roda. Escreva trigotto no google e você verá muitas outras pessoas já fizeram isso. Pois, bem, meu trigotto foi assim:

– um tanto de trigo em grão que sobrava no pote (aproximadamente 1 xícara)
– 2 cogumelos shitake secos
– uns 5 pedaços de fungui seco
– 1 bandeja de shitake fresco
– um golinho de shoyo
– 1 cebola cortada em cubinhos
– 2 dentes de alho cortados bem pequenos ou amassados
– 1 maço de cebolete
– 1 xícara de vinho branco (pode ser tinto também, mas eu tinha na geladeira um branco aberto)
– 2 colheres de sopa de queijo tipo cottage
– um tanto de queijo pecorino ralado (pode ser queijo parmesão)
– 1 cubinho de caldo de carne (para os chefs isso será um absurdo, mas pros práticos está ótimo. Se você estiver com tempo, faça o seu próprio brodo)
– um pouquinho de óleo para refogar
água fervente
– 1 panela de pressão (pois é, o trigo leva muito tempo cozinhando e o prato demoraria demais se fosse feito nos moldes tradicionais. Me lembrei que a  Rita Lobo, no cozinha prática, fazia um risoto na panela de pressão, então coloquei o trigo na pressão. Foi a melhor opção, levou 40 minutos na pressão, imagina se tivesse sido na panela…)

Esquente um pouco de óleo na panela de pressão. Quando estiver quente, refogue a cebola e o alho. Depois acrescente os cogumelos secos (shitake e fungui) e o trigo. Mecha bem e adicione o vinho branco. Nessa hora, acrescente o cubo de caldo de carne e dissolva-o no vinho fazendo um caldo. Acrescente 4 xícaras da água fervente e tampe a panela. Assim que fizer pressão, abaixe um pouco o fogo e conte 40 minutos.

Enquanto isso, limpe os shitakes frescos, lave a cebolete e pique tudo. Aproveite que você está com tempo e vá arrumando a cozinha, colocando a mesa… Pode aproveitar para lavar umas folhas de alface e fazer uma saladinha, ou preparar uma sobremesa de morangos.

Depois de 40 minutos, desligue o fogo, tire a pressão da panela e abra. Avalie o tanto de caldo que sobrou, no meu caso tive que colocar mais um pouquinho da água quente para finalizar. Em outra panela refogue rapidamente o shitake com um pouquinho de shoyo. Coloque o shitake refogado na panela de pressão, acrecente o queijo tipo cotagge e o queijo parmesão. Mecha para que tudo derreta. Desligue o fogo e acrescente as ceboletes picadas.

A gente comeu com um bife de filé mal passado. Combina bem, mas também dá pra ser um prato único.

ReceitasRisotos

PriBorges • 31/08/2013


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta