Bifun

Como bifun quase toda semana no Bem Natural (acho que eles fazem às quartas-feiras). Como é leve, meu prato vira uma montanha que até assusta. Não sei exatamente por quê, mas eu tinha a impressão de que isso poderia ser difícil de fazer. Talvez porque o macarrão é super fino e eu tinha medo que ele desandasse. Mas a Pri disse que era facílimo. Compramos então um pacote e finalmente, no domingo passado resolvemos testar.

Bifun é um macarrão feito com arroz, super fino, usado na culinária chinesa em vários pratos. Pra você ter uma ideia eu já comi bifun frio; uma delícia. Já vi também colocarem bifun em pratos tipo sukiaki (o nome é japonês, mas existe a versão chinesa; basicamente um ensopado de várias coisas que você prepara na mesa).

O preparo do bifun, na verdade, é ridículo. Você ferve um tanto de água, desliga o fogo, coloca o macarrão e deixa de molho por 1 minuto. Daí você escorre e separa enquanto prepara o acompanhamento.

No nosso caso, a gente fez algo tipicamente chinês: usamos o que tínhamos a disposição:

– 350 g de bife de contra-filé
– 1 cenoura cortada em tirinhas
– uns 4 caulezinhos de brócolis (do grande, vulgo normal)
– 1 cebola cortada em listras
– 3 pimentas cambuci fatiadas
– 2 punhados de ervilhas (daquelas congeladas)
– 3 shitakes secos re-hidratados e picados em cubos
– 2 colheres de chá de curry
– 3 colheres de sopa de molho de ostras
óleo de gergelim
shoyu
ajinomoto
– óleo de milho
(para refogar a carne)

A carne eu bati com um martelo de bater bife, com o lado que tem as pontas, dos dois lados do bife e depois cortei em tiras muito finas – a maior parte delas quase se desmanchava. Acho que foi o único preparo assim mais elaborado. A carne foi para a panela com o óleo de milho e nem esperamos ela refogar muito. Na hora que formou aquela água toda eu tirei a água (com um coador) e separei, coloquei o curry, 2 colheres de sopa do molho de ostras e um pouco de shoyu. Depois de misturar tudo, entrou a cebola e a pimenta que eu deixei refogando por 1 ou 2 minutos. Depois entrou o resto todo – cenoura, brócolis, shitake, ervilha etc. Um pouco de água para cozinhar e o restante dos ingredientes: shoyu, molho de ostras (segunda dose), óleo de gergelim, ajinomoto. Tampei a panela e deixei cozinhar por mais alguns minutos (até a cenoura ficar levemente cozida, mas ainda crocante) e desliguei.

Aí foi a hora de misturar o bifun que estava aguardando e pronto! Com um pacote de 200 g de bifun, acho que dá para umas 4 pessoas.

MassasReceitas

GuGomes • 14/08/2013


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta