2

Pesto de orégano fresco com castanha de caju

O nosso pé de orégano cresceu muito e eu decidi utilizá-lo de verdade. Foi assim que surgiu a ideia de fazer o pesto de orégano. Para quem não sabe, as folhas de orégano têm um gosto diferente daquele orégano seco vendido por ai. Na verdade, o orégano seco é composto das flores secas da planta e não da folha. Como a folha tem um sabor mais suave do que o manjericão, que é o ingrediente original do pesto, optei por uma castanha que também é mais suave. Ficou excelente.

– folhas de orégano fresco
– 200 g de castanha de caju (aproximadamente)
– 2 dentes de alho
azeite, o suficiente para dar a consistência pastosa ao pesto
– 75 g de queijo parmesão ralado fino
– um pouco de sal (não precisa muito pois o queijo é um pouco salgado)
– 2 pimentas vermelhas (pode ser dedo de moça ou qualquer outra de sua preferência. Eu usei uma que tem aqui em casa, não sei ao certo o tipo, olhe a imagem)

 

pimenta vermelhaColoque as folhas, um pouco de castanha e os dentes de alho no processador. Processe os ingredientes e coloque aos poucos um pouco de azeite para ajudar o processador a picar e dar movimento para a massa que começará a se formar. Veja se a proporção de folha para castanha está boa. Minha referência é a cor da pasta, precisa ser bem verdinha. Adicione mais folha ou castanha se necessário. Por último coloque o queijo ralado, sal e pimenta picada. Misture tudo e use como quiser. Na massa, no pão…

ReceitasTemperos

PriBorges • 24/03/2013


Previous Post

Next Post

Comments

  1. Jairo 24/03/2013 - 22:48 Reply

    Uau, deve ter ficado bom mesmo! E as castanhas de cajú são menos enjoativas que nozes, que é o ingrediente mais comum nos molhos pesto.

    • gugomes 24/03/2013 - 22:57 Reply

      Acertou na mosca, Jairo! Fui ao mercado central com a incumbência de trazer castanhas para esse pesto. A princípio eram amêndoas, mas aí vi as castanhas de caju e não tive dúvida!

Deixe uma resposta