2

Bacalhau com Couve

bacalhau-couve_prato

Já tinha algumas semanas que eu estava querendo fazer um bacalhau. Via no mercado, mas aí já era tarde. É preciso comprar pelo menos de véspera para deixar de molho e tirar o sal (fica aí a primeira dica; quem lê entenda).

Dessa vez quis colocar um elemento novo. Vi outro dia de passagem um chef num desses programas de TV. É um cara que eu não conheço, bombadinho, que faz umas coisas americanas meio mais ou menos, mas ele estava falando de um cozido português e, como temos um, parei para ver o que ele estava fazendo. Uma fala dele me chamou a atenção: “todo prato português tem que ter couve”, ou algo assim. Claro que não é literal; você não vai por couve no arroz doce, mas pra essas coisas cozidas me pareceu fazer sentido. Resolvi experimentar com o bacalhau.

Ingredientes
– 400 g de lascas de bacalhau (eu gosto das lascas; são mais baratas e absorvem bem os temperos; mas se você quiser gastar R$ 100 em postas, tenho certeza que vai ficar muito bom)
– 1 maço de couve manteiga cortado em tiras de 4 a 5 cm de largura; corte também os talos em pequenas rodelas de até 4 mm de largura
– 1/2 xícara de grão-de-bico
– 2 batatas pequenas cortadas em tiras (do tamanho de 4 batatas fritas)
– 3 cebolas sendo duas delas cortadas em rodelas grossas e 1 cortada em rodelas finas
– 4 a 6 dentes de alho cortados no comprimento maior em pedaços grossos
– 15 azeitonas verdes
– 200 mL de azeite de oliva
– sal
pimenta-do-reino
salsa seca em flocos
noz-moscada

Para começar, cozinhe o grão-de-bico na panela de pressão com quantidade suficiente de água por cerca de 30 minutos.

Numa travessa cerâmica ou outro refratário, coloque uma fina lâmina de azeite e forre com as cebolas (rodelas grandes). Depois faça uma camada de batatas e aí uma mistura de bacalhau, grão-de-bico, as azeitonas e os talos da couve.

Faça rolinhos de couve com alguns pedaços de alho como recheio. O tamanho ideal depende do tamanho das folhas de couve. Os meus ficaram com 3 a 4 cm de diâmetro. Abra buracos na mistura de bacalhau e posicione os rolinhos com cuidado, de modo que eles fiquem em pé. Deve sobrar um cavaco de couve, afinal as folhas não são retangulares. Eu fiz 2 trouxinhas e também arrumei um lugar para elas na travessa (a ideia é aproveitar tudo). Espalhe agora a cebola (rodelas finas) sobre o bacalhau, deixando os rolinhos e trouxinhas descobertos.

Coloque bastante azeite sobre os rolinhos e trouxinhas (imagine que ele vai permear as camadas de couve) e espalhe o restante (falei 200 mL, mas é a gosto, na verdade e em abundância). Ponha sal, especialmente sobre a couve. Você precisa dosar o sal de acordo com o tempo que você deixou o bacalhau de molho. Pegue um pedacinho de bacalhau e coma (não tem problema); você vai saber quanto sal ainda sobrou. Polvilhe pimenta-do-reino sobre tudo e coloque uma grande pitada (de 4 ou 5 dedos) de salsa sobre cada rolinho e trouxinha de couve. Por fim, um pouco de noz-moscada sobre tudo.

Cubra com papel alumínio e leve ao forno, médio alto, por uns 20 minutos. Depois remova o papel e deixe aberto no forno até que a cebola e a couve que estão por cima queimem um pouco. Nesse ponto a couve vai ficar crocante na hora de comer, o que dá uma sensação legal. Sirva com arroz branco, cozido só com uma pitadinha de sal; sem óleo.

PeixesReceitas

GuGomes • 09/10/2011


Previous Post

Next Post

Comments

  1. Mariza Monteiro Borges 09/10/2011 - 18:11 Reply

    Experimente com azeitonas pretas, o sabor é diferenciado e delicioso.

  2. gugomes 10/10/2011 - 19:06 Reply

    Fica melhor mesmo; a gente normalmente usa as pretas, mas tínhamos das verdes em casa (veio na cesta de natal) e eu precisava colocá-las pra jogo.

Deixe uma resposta