1

Moqueca de Sururu + Farofa de Dendê

Hoje fizemos moqueca de sururu, iguaria oriunda das Alagoas – terra de Fernando, Pedro e Tereza Collor, Renan Calheiros e outros ícones da política nacional. Marcelo esteve no ilustre estado e trouxe uma bandejinha com a condição de que nós preparássemos. O sururu foi acompanhado de arroz branco e farofa de dendê.

Ingredientes para a moqueca
– 700 g de sururu congelado
– 1 cebola grande picada em cubos
– 2 pimentões (um vermelho e um verde) pequenos picados em cubos
– 2 tomates maduros picados em cubos
– um pedaço de mandioca (de uns 15 cm de comprimento) picado em cubos
azeite de dendê
– 200 mL de leite de coco
coentro
pimenta
sal

Comece pela mandioca. Pique-a e coloque-a para cozinhar em uma panela semitampada, com água mais do que o suficiente para cobri-la. Mexa de vez em quando e, se a água começar a secar, acrescente mais. Vai assim até quase o final do preparo.

Pique os demais ingredientes. A ideia é refogá-los no dendê. Nós usamos uma panela de barro. Ela demora um pouco para esquentar, então tenha paciência. Coloque um tanto de azeite que cubra o fundo da panela. Comece pela cebola com um pouco de sal. Depois que ela estiver refogada, coloque o pimentão e deixe refogar bem. Por último o tomate. Misture tudo muito bem, tampe e deixe apurar por uma meia hora, mexendo de vez em quando (e, se necessário, colocando um pouco mais de água).

Enquanto isso, retire um pouco da mandioca da panela e amasse com um garfo. Não precisa ser muito; depois de amassado deve dar umas 2 colheres de sopa. Reserve.

Nosso sururu estava congelado. Então nós o colocamos num escorredor de macarrão e despejamos água fervendo para remover a maior parte do gelo. Daí colocamos tudo na panela. Em seguida, retiramos a mandioca de dentro da outra panela e despejamos aquela água gosmenta dentro do caldo. Acrescentamos também a mandioca amassada.

Depois de cozinhar por uns 5 minutos, coloque o leite de coco e deixe outros 5 minutos. Durante essa fase, peguei uma pimentinha forte em conserva que a gente tem, piquei bem pequena e adicionei ao caldo. Aproveitei também para acertar o sal. Quando der o tempo com uma consistência quase cremosa, coloque o coentro e sirva.

Uma dica: a gente costuma picar o talo do coentro bem fininho e colocar primeiro. As folhas a gente só coloca depois de tirar a panela do fogo.

Ingredientes para a farofa
– 3 dentes de alho picados em cubos
farinha de mandioca daquela em flocos, mas fina; não vá usar yoki
azeite de dendê
sal

A farofa você vai fazer enquanto o caldo ferve. Atenção porque é tudo muito rápido; em poucos minutos está tudo pronto. Em uma panela grande, cubra fundo com azeite de dendê. Aqueça bem e refogue o alho com sal. Tenha a farinha em mãos. Quando der o ponto do alho, despeje a farinha. É difícil dizer a quantidade; um parâmetro é a cor que tem que ficar amarela homogênea. Mexa sem parar até que a cor da farinha tenha ficado homogênea e você sinta que ela está crocante. Mas não deixe queimar.

A gente serviu com arroz branco e ainda colocou a mandioca que sobrou pra jogo com um pouco de manteiga de garrafa (estava uma delícia).

Frutos do MarReceitas

GuGomes • 14/08/2011


Previous Post

Next Post

Comments

  1. Impressions. | The PDX Experience: In Brazil

Deixe uma resposta