10

Kafta na churrasqueira

Aproveitamos o feriado acompanhado de amigos queridos em casa para estrear a mini-churrasqueira que acabamos de ganhar da Rê! Além de lindinha – a churrasqueira parece o sputnik – ela dá aquele gostinho defumado nas coisas. Essa kafta ficou muito mais gostosa do que a que tínhamos feito anteriormente no forno por dois motivos: foi assada na brasa e temperada com uma mistura de tempero para kibes da marca Zeenny importada do Líbano (compramos num supermercado aqui em BH). Molhinho de tomates frescos e sobra de um arroz indiano do restaurante da noite anterior.

Para a Kafta:

– 300g de patinho moído;

– 300g de lombo de porco moído;

– algumas colheres de pimenta para kibe;

sal

salsa

coentro

– hortelã

– 1 cebola picada em cubinhos

– 4 dentes de alho

– azeite

É a coisa mais simples: pique os ingredientes e misture tudo numa vasilha. Coloque azeite com vontade, pois ele vai ajudar a dar a liga da massa. É preciso sovar por alguns minutos (5  a 10) com as mãos. Depois é só montar os discos com a palma das mãos (acho mais fácil e mais interessante do que a kafta em forma de cocô).

Acendemos o fogo no Sputnik e espalhamos o carvão. Para assar é como fazer um bife. Deixe selar de um lado e só então vire. Assim você preserva o caldinho da carne dentro das kaftas.

Para o molho:

óleo de milho

– 1 cebola pequena bem picadinha

– 4 tomates em cubos

– uma pitada de açúcar

– 1 1/2 colher de sopa de Xarope de romã

sal

Refogue a cebola com um pouco de óleo, coloque uma pitada de açúcar, quando a cebola estiver dourada coloque o tomate. Misture até o tomate amolecer. Acrescente o sal e o xarope de romã. Coloque um pouco de água e deixe o tomate cozinhando para apurar o sabor. Se a água secar, coloque um pouco mais. O molho não é denso, os tomates ficam moles, mas ainda em pedaços.

CarnesChurrascoReceitas

PriBorges • 27/04/2011


Previous Post

Next Post

Comments

  1. Renata Sene Domingues 03/05/2011 - 12:51 Reply

    Que honraaaa! 🙂

    Amei o feriado! Beijos e mais beijos!

    • priborges 03/05/2011 - 14:22 Reply

      nós também! voltem mais vezes!

  2. Mariza Monteiro Borges 03/05/2011 - 14:16 Reply

    Hoje fiz este kafta herege, sucesso total, todos gostaram. O molho é muito especial.
    Da próxima vez farei no espetinho, cilíndrico. Jamais em forma de cocô, não troco insumos por excrementos nem nas palavras, aprenda, Pri.

    • priborges 03/05/2011 - 14:21 Reply

      hahaha o Gustavo precisa aprender!
      Achou o tempero árabe?

    • guslaet 03/05/2011 - 21:55 Reply

      Espetinho cilíndrico, marrom, com superfície irregular = forma de cocô. A comparação é milenar.

  3. guslaet 03/05/2011 - 21:55 Reply

    Agora… o temperinho é de Alah!

    • Mariza Monteiro Borges 04/05/2011 - 00:56 Reply

      A comparação pode ser milenar e eu, que não sou nem centenária, faço questão de desconhecê-la para não estragar o prazer de saborear o kafta.
      O temperinho de Alah é o segredo do prato, encontrei da mesma marca que vocês indicaram.

  4. Escabeche. Neste caso, de sardinha. «
  5. Kleber 09/04/2013 - 20:34 Reply

    Olá Pri, acabo de conhecer o seu blog ao pesquisar onde comprar molho de roma em bh. Então será que vc pode me dizer em qual supermercado vc comprou? A kafta parece ótima, preparo assim que encontrar o molho.

    • priborges 09/04/2013 - 23:15 Reply

      Já vi para vender tanto no Verdemar quanto no Super Nosso.

Deixe uma resposta