2

Doce de Figo da Euna

Nem preciso dizer que o Gustavo logo que me conheceu e percebeu meu apreço pela cozinha quis que eu tentasse uma receita da mãe dele. Isso é uma sacanagem, pois não tem mão, experiência, nem boa vontade capaz de recuperar o sabor dessas comidas da infância. A memória é sempre melhor. Ainda assim eu aceitei o desafio. Era época de figo e tinha um tal doce de figo que a mãe dele fazia que era muito melhor do que qualquer doce de figo em compota existente. A grande diferença é que o doce é de figo maduro e não de figo verde. Perguntei onde estava a receita, mas para a minha sorte não existia receita! Melhor ainda, com essa precisão eu já imaginava que ia ser impossível chegar perto da memória do sabor. Por sorte, logo eu fui para Maringá e a mãe dele poderia me ensinar tanto a receita quanto o ponto do doce. Pro meu azar, não encontramos figo em Maringá e eu voltei só com a descrição da receita e muita coragem. Seguem as instruções:

Sobre o figo: quanto mais maduros e moles melhor. Esses figos maduros são muito moles e desmancham com facilidade. Portanto, não precisa nem cortá-los. Se eles estiverem muito duros, faça um pequeno furo, um corte com a ponta da faca na base deles, mais nada.

Também não precisa de água porque eles soltam muita água. Então você tem que fazer o seguinte:

Lave bem os figos para tirar aquele pó branco que eles têm normalmente. Arranje-os no fundo de uma panela de modo que eles não fiquem muito separados (a quantidade de figos determina o tamanho da panela). Eles devem ficar em pé (com o talinho para cima); isso é importante porque faz com que eles liberem mais facilmente a água.

Encha a panela de açúcar até a metade dos figos.

Coloque cravos a gosto.

Ligue no fogo mais baixo que você tiver. Pode ser com a panela destampada ou semi-tampada.

Não mexa! Os figos são muito frágeis e podem se desmanchar. De tempos em tempos, porém, verifique se eles não estão grudando no fundo e, se necessário, descole-os delicadamente com uma colher.

O ponto é uma calda viscosa, mais viscosa do que as compotas convencionais, como a espessura de mel em dias não muito quentes. Não se preocupe com o açúcar porque a água do figo da conta de amolecer o caramelo. Outra dica do ponto é que a casa vai ficar com um cheiro delicioso de figo!

Sirva com creme de leite.

ReceitasSobremesas

PriBorges • 02/05/2009


Previous Post

Next Post

Comments

  1. Verena 16/12/2009 - 18:45 Reply

    Estava buscando receitas com figo e me deparei com seu blog…amei o nome e a receita me deu água na boca! Com certeza vou testar, meu marido ama doce de figo assim e eu também!Um beijo!

  2. Kafta ao forno, arroz com lentilhas e visitantes ilustres « Gororoba com Cardamomo

Deixe uma resposta