6

Salada de Beterraba com Folhas

Seguindo a sessão nostalgia e dando as boas vindas à primavera fiz essa salada de beterraba. Ela é uma salada especial, feita com toda a beterraba da raíz às folhas e acompanha apenas um pãozinho. O caldo que sobra do cozimento é precioso e para não desperdiçar nem um pouquinho eu como a salada numa cumbuca. Talvez a salada devesse agora se chamar Sopa Fria de Beterraba. O pão é fundamental para complementar o prato. Como o alho fica mole e suave eu gosto de passar ele no pão como se fosse um patê e depois mergulho o pão no caldinho. Minha mãe fazia de vez em quando e eu acho que é um dos melhores jeitos de comer beterraba. Quando eu vejo beterraba com folhas logo me animo! Eu não tinha a receita aqui, fiz de cabeça e acrescentei uns temperinhos por minha conta.

– 1 ramo de Beterraba com as folhas (meu ramo era bem pequeno, tinham 3 beterrabas pequenas, quase do tamanho das maças da Mônica, e claro as folhas seguiam a proporção da raiz, mas estavam bem bonitas e conservadas)
– 5 dentes de alho picados grosseiramente
– 2 fatias finas de Gengibre
– 1 colher de chá de Caraway
– 1 colher de sopa de Vinagre branco
– Água
– Azeite
– Sal

Separe as beterrabas das folhas, mas deixe uns 5 cm de talo junto com a beterraba. Lave bem, não descasque e coloque numa panela com água suficiente para que mais da medade da beterraba fique submersa. Misture, gengibre, caraway, vinagre, água e sal na água e cozinhe até elas ficarem quase prontas (uns 30 minutos). Acrescente as folhas e os talos picados e cozinhe pouco, só para amaciar os talos. Deslique o fogo. Não escorra a água. Separe as beterrabas, descasque-as e corte em rodelas. A medida que for cortando vá montando a salada em camadas de rodelas, talos, folhas e alho cru. Sobre cada camada despeje um pouco da agua do cozimento, bem quente e bastante azeite. Pode-se comer morna. Depois de fria guarde na geladeira. Eu gosto mais dela no dia seguinte.

Fica ótima acompanhada de panhoca (o pão italiano). Eu comi com um pão tipo italiano integral feito em casa, cuja receita postarei em breve, é facinho.
ReceitasSaladas

PriBorges • 21/03/2009


Previous Post

Next Post

Comments

  1. Mariza Monteiro 23/03/2009 - 02:11 Reply

    Priscila, a salada de beterraba tem história. Havia um verdureiro italiano, que plantava e vendia hortaliças, que era vizinho de meu avô Anibal Carneiro, em Itanhandu. Ele era conhecido como Domingos cascudo. A salada de beterraba era uma tradição da região da Itália de onde ele veio. Minha mãe, que sempre foi curiosa, aprendeu a fazer a salada com ele. E eu aprendi com ela. Agora você e Clarissa sabem também. Não sei de outras pessoas que conservem o hábito, quiçá algum descendente do Domingos. A foto me deixou salivando…

  2. Renata 06/04/2009 - 01:26 Reply

    Ai que linda essa história! Mas eu tb quero fazer essa salada! hehehehehehe Só uma curiosidade: o que é caraway? Onde eu acho isso?Beijos e saudades!

  3. Pri Borges 07/04/2009 - 14:10 Reply

    Caraway é uma fruta (apesar de parecer uma semente) usada como tempero na culinária do norte europeu. Em alemão se chama Kümel e bastante usada no pão de centeio. O nome em português é Alcarávia, mas não acho que isso ajuda muito! Também é conhecida como cominho-armênio. Cia das ervas deve ter, em SP a gente acha tanto em supermercado como na feira, mas não se preocupe com isso não, faz a receita sem a firula!

  4. Borscht (Sopa de beterraba) « Gororoba com Cardamomo
  5. Gastao Da Cunha Frota 20/06/2016 - 16:43 Reply

    fiz com cominho, delícia.

    • PriBorges 21/06/2016 - 14:20 Reply

      Olha que boa ideia! Vou experimentar, pena que hoje não tinha beterraba com folhas na feirinha.

Deixe uma resposta